Notícias

Futebol de madrugada termina com tiro, espancamento e dinheiro na cueca em SC

Enquanto jogava futebol na madrugada deste domingo (7), em Araranguá, Sul catarinense, um homem de 35 anos diz que quatro homens encapuzados o espancaram e atiraram contra sua perna para roubar seu dinheiro. A vítima chegou a esconder parte do valor na cueca.

A Polícia Militar encontrou a vítima horas depois, gritando por socorro, por volta das 9h30, no bairro Nova Divinéia, na rua José Francisco Alves. Segundo ele, a tentativa de latrocínio ocorreu na Escola Divinéia, às 4h da madrugada.

O homem — com passagem policiais por tráfico de drogas, roubo, furto, injúria, perturbação da tranquilidade e estelionato — afirmou ter saído do presídio na sexta-feira (5), com R$ 3.000. Ao ver os assaltantes, escondeu R$ 570 na cueca; o restante foi levado pelos criminosos.

Fonte: ND+

Após três dias desaparecido, jovem é encontrado morto em rio de Joinville

O jovem Rafael Rodrigo Rosa, de 20 anos, que estava desaparecido, foi encontrado morto na tarde de domingo (7), em Joinville, no Norte de Santa Catarina, cidade em que vivia.

Rafael morava no bairro Vila Nova e, segundo familiares, havia saído de casa na manhã da última quinta-feira (4), sem carteira e outros pertences, dizendo que daria uma volta. Como não retornou, a família começou a busca por informações ainda na semana passada.

Três dias após sair de casa, o corpo de Rafael foi encontrado na tarde de domingo no rio Cubatão, perto da barragem do bairro Pirabeiraba. O Corpo de Bombeiros Voluntários e a Polícia Militar estiveram no local e ainda não há informações confirmadas sobre a causa da morte do jovem.

Fonte: ND+

Governo aumenta previsão de inflação e salário mínimo pode ir a R$ 1.200 em 2022

O governo federal aumentou na última semana, mais uma vez, a previsão de inflação para 2021. A alta dos preços, sentida diariamente pelos brasileiros, deve chegar a 9,1% no acumulado do ano. A previsão anterior era de 8,4%. A atualização foi feita pelo secretário especial do Tesouro e Orçamento do Ministério da Economia, Esteves Colnago.

Com a inflação maior e ainda em alta, sobe também o salário mínimo, corrigido anualmente pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Se o INPC realmente for de 9,1%, como previu Colnago, o salário mínimo passaria dos atuais R$ 1.100 para R$ 1.200 em 2022.

Em agosto, quando enviou o Orçamento do ano que vem, o governo federal previu que o piso nacional passasse a R$ 1.169, mas a alta da inflação deve elevar também o salário dos brasileiros - que a cada dia veem seu dinheiro valer menos, com o custo de vida mais caro.

Além da função de definir o salário base dos brasileiros, o mínimo é também usado para reajustar benefícios do INSS, abono salarial e mais. De acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o piso nacional serve de referência para pelo menos 50 milhões de brasileiros, sendo praticamente metade de segurados da Previdência.

Correção anual

Segundo a Constituição, todos os anos o salário mínimo precisa ser corrigido pelo menos com base na variação do INPC no ano anterior. Em 2021, no entanto, o governo não seguiu isso: o piso nacional atualmente é de R$ 1.100, e em 2020 era de R$ 1.045: reajuste de 5,26%. No entanto, o INPC foi de 5,45%, então o reajuste deveria ter feito o valor subir a R$ 1.101,95, e não R$ 1.100.

Isso ocorreu porque o INPC só foi divulgado após a definição do salário mínimo de 2021. O governo poderia ter reajustado o valor após o aumento do INPC, mas não o fez.

Mais um ano sem ganho real

De 2011 a 2019, o salário mínimo tinha, além da correção pelo INPC, um aumento baseado no Produto Interno Bruto (PIB), para que os brasileiros pudessem aumentar seu poder de compra.

Desde o primeiro ano do governo de Jair Bolsonaro, porém, essa prática acabou. O salário mínimo agora tem apenas a correção pela inflação - em 2021, nem isso, já que o reajuste foi insuficiente, menor que o INPC. Em 2022, a tendência é que isso permaneça, e o piso nacional aumente apenas com base na previsão para o INPC.

Por Brasil Econômico

Terror: Duas famílias são amarradas e feitas reféns em assaltos no Vale do Itajaí na mesma noite

Dois assaltos chamaram a atenção das autoridades policiais na noite desta terça-feira (2) e madrugada de quarta-feira (3) no Vale do Itajaí. Em um intervalo de uma hora duas famílias foram feitas reféns durante assaltos que aconteceram em Rodeio e também em Indaial.

As duas ocorrências tiveram ações muito parecidas dos bandidos: os suspeitos invadiram os imóveis, amarraram os moradores, roubaram vários itens e fugiram nos veículos dos reféns. A primeira delas foi registrada por volta das 21h, em Indaial.

Reféns em Indaial

Conforme o relato de uma das vítimas, uma mulher de 27 anos, ela e a mãe estavam em casa quando dois homens, um deles armado, invadiram o imóvel e surpreenderam as mulheres. Os criminosos amarraram as mãos das vítimas com fita adesiva e furtaram joias, bolsas, notebook, um relógio e também um valor em dinheiro.

Durante toda a ação os homens falavam sobre outros integrantes da família, deixando claro que conheciam as vítimas. Após roubarem vários itens da casa os bandidos também roubaram o veículo da família, uma Chevrolet Tracker branca. O carro foi utilizado para a fuga. A PM realizou rondas, mas não localizou nenhum suspeito.

Idoso amarrado em Rodeio

Cerca de uma hora e meia depois uma família em Rodeio passou por momentos de terror. A vítima, um idoso de 65 anos, contou aos policiais que três homens invadiram o imóvel por volta das 22h30. Um deles, armado com uma faca, imobilizou e agrediu com um soco o homem e na sequência amarraram ele e a esposa.

Durante toda a ação os bandidos questionavam sobre um cofre. Do local os criminosos levaram joias, calçados, roupas, R$ 1300 em dinheiro e uma caminhonete Amarok cinza, que foi utilizada na fuga. Os policiais notificaram as unidades da região que atuaram na busca do veículo com os suspeitos.

Prisão em Blumenau

Por volta da meia-noite uma guarnição de policiamento tático de Blumenau avistou na BR-470 um veículo com as características do carro roubado em Rodeio e realizou a abordagem. Dois jovens, de 19 e de 21 anos, estavam no automóvel e junto deles os policiais encontraram os itens roubados, o valor em dinheiro bem como a faca utilizada no assalto.

Os dois homens foram presos e levados até a Central de Polícia para os encaminhamentos legais. As vítimas foram informadas sobre a recuperação dos bens e foram até a delegacia para recuperar os materiais e também reconhecer os suspeitos.

Fonte: ND+

Mulher faz vídeo amarrada e com roupas ‘ensanguentadas’ para fingir sequestro em SC

Uma mulher de 29 anos fez uma chamada de vídeo, na qual estava amarrada e com roupas “ensanguentadas”, para fingir seu próprio sequestro na madrugada desta terça-feira (2), em Florianópolis.

Com três cúmplices, o objetivo da ação era extorquir R$ 10 mil da família de Santa Cruz do Sul, do Rio Grande do Sul, para que ela fosse supostamente libertada.

Além de diversas mensagens com ameaças de morte, na chamada de vídeo ela estava amarrada, ensanguentada e sofrendo agressões.

As investigações preliminares da Deic (Departamento Estadual de Investigação Criminal), em conjunto com as Delegacias de Roubos e Antissequestro, indicaram que seria um golpe. Ela foi localizada em um motel, no bairro Vargem Pequena, com três rapazes.

 O delegado da Deic, Anselmo Cruz, afirma que nas imagens também aparecia uma arma de fogo. “Tudo isso para querer aterrorizar os familiares e convencê-los a fazer o pagamento do suposto resgate.” A família entregou quase R$ 6 mil.

A mulher, que morara há dois anos na Capital catarinense, planejou extorquir os familiares por conta de problemas com drogas. Os quatro foram presos em flagrante e autuados pelo crime de extorsão contra os familiares no Rio Grande do Sul.

Fonte: ND+

Subcategorias

NOVA FM

Programas

Trânsito Agora

Tempo

booked.net

APPs da Nova FM

Real time web analytics, Heat map tracking