Notícias

Mulher morre após ter costelas quebradas violentamente em Florianópolis

Uma mulher de 28 anos morreu nesta segunda-feira (8) após ser violentamente agredida há cerca de cinco dias no bairro Agronômica, em Florianópolis. Ela chegou a ter as costelas quebradas.

Segundo a Polícia Militar, o autor teria sido o ex-companheiro da vítima. A Polícia Civil, porém, está encarregada da investigação e ainda não pôde confirmar as circunstâncias do crime ou detalhes sobre o suspeito.

Na manhã desta segunda ela estava com fortes dores e dificuldades para respirar. Por volta das 11h15 ela foi levada ao Hospital Universitário, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo o delegado Gustavo Kremer da DPCAMI (Delegacia de Polícia de Proteção a Criança, Adolescente, Mulher e Idoso) da Capital, algumas hipóteses estão sendo apuradas e não se pode afirmar o que ocorreu, mas o feminicídio não foi descartado.

 
“Ela estava em condição de rua, morando com outras pessoas. Diferente de outros casos já investigados, neste para ser feita tal afirmação é imputação a um suspeito será necessária uma série de diligências”, diz.

Ainda conforme Kremer, mais detalhes não podem ser informados para não atrapalhar o andamento da investigação.

Fonte: ND+

Três médicos são acusados de erro em atendimento a bebê que morreu em Rio Negrinho

Três médicos que atuam em Rio Negrinho, no Planalto Norte de Santa Catarina, foram indiciados pela morte de um bebê de oito meses, que ocorreu em fevereiro deste ano na cidade.

Segundo a Polícia Civil, a criança apresentava febre, vômito, diarreia e desidratação e foi levada à Fundação Hospitalar de Rio Negrinho por três vezes até que, nesta última, foi encaminhada a Joinville, onde morreu.

Além de ouvir profissionais do hospital, testemunhas e o pai do bebê, a polícia juntou documentos, prontuários e o laudo pericial do IGP (Instituto Geral de Perícias), que apontou erros no atendimento.

De acordo com o laudo, houve incapacidade técnica dos profissionais, falta de solicitação de exames ou avaliação, além de transporte incompatível com a gravidade do quatro clínico – falta de UTI móvel com acompanhamento médico.

Segundo o perito, “o atendimento prestado foi omisso, caracterizado pela inércia, passividade e descaso em face da gravidade da situação”. O laudo atestou, ainda, que a criança morreu de septicemia (infecção) e enterite (inflamação no intestino).

Os três médicos foram indiciados por homicídio culposo e o inquérito foi encaminhado à Justiça. O Conselho Regional de Medicina também recebeu a documentação para tomar as providências necessárias.

A Fundação Hospitalar de Rio Negrinho foi procurada pela reportagem e o diretor administrativo da instituição, Cláudio Marmentini, informou que a fundação ainda não recebeu a documentação relacionada ao inquérito.

“Estamos aguardando o recebimento da documentação para fazer a análise da conclusão a que a polícia chegou e, então, fazer a nossa manifestação. Como ainda não fomos notificados, não tem como analisar”, disse. Os nomes dos médicos não foram divulgados.

Fonte: ND+

Gol deixará de ser fabricado no Brasil após mais de 40 anos

O Gol, um dos carros mais vendidos da Volkswagen, deixará de ser fabricado. A montadora ainda não tem uma data definida para o fim da produção do modelo, que será substituído pela nova linha de veículos a ser lançada entre 2022 e 2026. Os investimentos para a nova família de carros serão de R$ 7 bilhões. As informações são do portal IG.

Cerca de 5 milhões de unidades do Gol foram vendidas em 40 anos. O fim da produção se deve às mudanças na legislação de segurança veicular que exigem que os veículos sejam equipados com controle de velocidade. É um sistema que auxilia os motoristas a evitarem derrapadas em curvas quando a velocidade está alta. 

O Gol foi o sucessor do Fusca e chegou às concessionárias em 1980 projetado para se adequar às estradas brasileiras.

O Gol bolinha foi lançado em 1994 com maior espaço interno, porta-malas amplo e motor com menos barulho.

 
Fonte: IstoÉ Dinheiro

Homem sofre tentativa de homicídio com régua de alumínio e fica gravemente ferido em Indaial

Um homem sofreu diversas agressões com uma régua de alumínio durante uma tentativa de homicídio no bairro Mulde, em Indaial, na noite deste domingo, 7.

Segundo a Polícia Militar, o caso aconteceu na rua Boa Esperança, por volta das 21h30. Alguns moradores informaram aos policiais que em um casa foram ouvidos gritos de socorro. Momentos antes da PM chegar, um homem fugiu em um Honda City, de cor prata.

A vítima também não estava em casa, mas no local havia grande quantidade de sangue. Os policiais foram até o Hospital Beatriz Ramos para averiguar a situação.

Relato da esposa

Já no hospital, a polícia falou com a mulher, de 28 anos, que informou ser a esposa do homem que sofreu as agressões. Segundo ela, o suspeito foi até a casa procurando pelo marido dela, de 30 anos.

Ele chamou várias vezes o marido na frente de casa, e após uma breve discussão ele entrou na casa pra chamar ela a se juntar na conversa. Com medo do suspeito, ela trancou as portas. Nesse momento, ele começou a agredir o homem com uma régua de alumínio, utilizada em construção civil, para matar ele.

Temendo pela vida do marido, ela começou a gritar por socorro, o que parou as agressões. O autor fugiu do local em um Honda City. No carro, havia um motorista, desconhecido e no banco de trás um homem de aparência idosa. Segundo ela, não conhecia os suspeitos.

Relato do homem

O homem ferido estava sendo atendido pelos médicos em virtude de um corte grande na lateral esquerda do rosto, acima da sobrancelha. Ele também sofreu outras lesões na nuca e na têmpora direita, com a possibilidade de ter perdido a visão do olho esquerdo. Ele também apresentou vômito com sangue, possivelmente por lesões internas.

Apesar do quadro de saúde, o homem informou que estava em sua casa quando seu ex-colega de trabalho, o suspeito, chegou na residência chamando ele.

Quando foi atender o suspeito, ele entrou na casa e pegou uma régua de alumínio e o agrediu diversas vezes com golpes na cabeça com o objetivo de matá-lo. As agressões só cessaram após sua esposa começar a gritar por socorro.

Ele informou que o motorista do veículo era um homem que não identificou, e no banco de trás do carro estava o pai do suspeito.

Segundo ele, não sabe qual é o motivo das agressões e que só conseguiu chegar ao hospital porque foi levado pela esposa.

Buscas

A PM buscou mais informações sobre o autor, de 37 anos, e por meio de contatos obtidos pela esposa do ferido, foi possível chegar ao endereço do autor e também da mãe dele.

A Guarnição foi à residência do suspeito na rua Uruguaiana, bairro Encano do Norte, porém, não foi encontrado.

Como o endereço da mãe do autor é em Apiúna, os policiais pediram o apoio da guarnição da cidade. Os policiais foram até a Rodovia BR-470, bairro Ribeirão Roxo, porém, também não localizaram o suspeito.

Por ser uma tentativa de homicídio doloso, a Polícia Civil foi acionada e compareceu no hospital para colher o depoimento dos envolvidos.

O Instituto Geral de Perícias também foi acionado até o local em que ocorreu o crime para as diligências cabíveis.

Após às providências realizadas pelo IGP, e a apreensão do objeto utilizado para o cometimento do crime, a guarnição lavrou o boletim de ocorrência. A régua de alumínio ficou sob responsabilidade do perito para posterior análise de sangue e digitais.

Até o momento, o suspeito, autor do crime, não foi encontrado.

Fonte: O Município

Brasil recebe mais de 1 milhão de doses de vacinas da Pfizer

Chegou neste domingo (07), ao Brasil  um lote com 1,12 milhão de doses da vacina da Pfizer contra a covid-19. O desembarque da carga ocorreu no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). 

Essa é a 14ª entrega dentro do segundo contrato com a farmacêutica para o fornecimento de 100 milhões de doses do imunizante até dezembro. A fabricante da vacina já entregou 100 milhões de doses previstas no primeiro termo assinado com o governo federal.

Desde o início da vacinação contra o coronavírus no Brasil, foram distribuídas mais de 344 milhões de doses de vacinas contra a covid-19, sendo que 121 milhões foram fabricadas pela Pfizer.

A previsão do Ministério da Saúde é que, agora em novembro, cheguem ao Brasil 34 milhões de doses da vacina do laboratório norte-americano.

Até o momento, 122,3 milhões de pessoas completaram a imunização contra a doença no Brasil, com duas doses ou vacina de dose única.

Fonte: SCC10

Subcategorias

NOVA FM

Programas

Trânsito Agora

Tempo

booked.net

APPs da Nova FM

Real time web analytics, Heat map tracking