Notícias

ANUNCIE SEU ESTABELECIMENTO AQUI , CHAME NO WHATSAPP 47 3333-4320

MOTORISTA FICA FERIDO APÓS CARRO CAIR EM RIBANCEIRA NA BR-116, EM SANTA CECÍLIA

Um homem de 37 anos caiu cerca de seis metros em uma ribanceira após sair da pista no município de Santa Cecília. O acidente ocorreu por volta das 21h30 de terça-feira (09), na BR-116. Conforme informações do Corpo de Bombeiros Militar, o veículo era um FIAT/Siena de cor prata, com placas de Santa Cecília. O motorista foi encontrado ainda no carro, ele estava consciente, mas com suspeita de traumatismo craniano e ferimento no rosto, conforme informado pelos bombeiros.

Fonte: Portal Educadora
Link: https://www.portaleducadora.com/noticia/motorista-fica-ferido-apos-carro-cair-em-ribanceira-na-br-116-em-santa-cecilia/ 

Clube flutuante de SC que foi arrastado ao mar por ciclone naufragou, diz Marinha

A Marinha do Brasil confirmou que a estrutura do Dejour Club, primeiro clube flutuante do Estado, naufragou após a plataforma ter sido arrastada para o mar aberto em Balneário Camboriú durante a passagem de um ciclone extratropical por Santa Catarina. O naufrágio aconteceu próximo à Ilha das Cabras, no Litoral Norte, nesta quarta-feira (10). Segundo a Marinha, uma equipe de inspeção naval foi acionada e direcionada até o local para coletar dados e informações sobre o naufrágio. Até o momento, não há indícios de vítimas ou de poluição hídrica por parte da estrutura flutuante. 

Um aviso-rádio náutico de alerta para a segurança de navegação deve ser publicado pela Marinha, visto que destroços da estrutura podem comprometer a segurança de barcos em alto mar. Um inquérito administrativo foi instaurado pela delegacia da Capitania dos Portos em Itajaí, com previsão de conclusão em 90 dias, para apurar as circunstâncias e causas do naufrágio. A investigação deve ser encaminhada ao Tribunal Marítimo depois de ser concluída para a distribuição e autuação. A estrutura do Dejour Club estava ancorada na Barra Sul de Balneário Camboriú, próximo ao píer dos pescadores, de forma provisória quando foi arrastada nesta quarta-feira (10)

Fonte: NSC
Link: https://www.nsctotal.com.br/noticias/clube-flutuante-de-sc-que-foi-arrastado-ao-mar-por-ciclone-naufragou-diz-marinha

Homem morre ao cair de telhado de um prédio em Indaial

Um homem de 40 anos morreu após cair do telhado de um prédio onde trabalhava, na Rua Pedro Ebert, bairro Warnow, em Indaial. A queda aconteceu por volta das 16h desta quarta-feira (10). De acordo com os bombeiros voluntários de Indaial, o homem estava trabalhando no local, que pertence ao Conjunto Habitacional Ipê.

Ele caiu de uma altura aproximada de 12 metros. Quando as equipes dos bombeiros e do Samu chegaram no prédio, o trabalhador já estava sem vida, com muitos ferimentos em função da queda. Polícia militar, polícia civil e polícia científica de Blumenau também estiveram presentes para os trâmites legais. Ainda não há informações sobre o motivo da queda.

Fonte: O Auditório
Link: https://oauditorio.com/noticias/seguranca/08/2022/homem-morre-ao-cair-de-telhado-de-um-predio-em-indaial/

Polícia Militar prende dupla com R$ 3,1 mil em notas falsas em Blumenau

Dois homens foram presos por moeda falsa às 23h18 desta quarta-feira (10/08/22) no bairro Ponta Aguda, em Blumenau. Ambos estavam em um automóvel quando foram abordados por uma guarnição da ROCAM que realizava rondas na região.

Os policiais militares realizaram buscas no veículo e localizaram R$ 3.100,00 em notas falsas, divididas em cédulas de R$ 10, R$ 50 e R$ 200. Após receberem voz de prisão, eles foram conduzidos à Delegacia da Polícia Federal em Itajaí (SC) juntamente com todo material apreendido.

Fonte: O Blumenauense
Link: https://oblumenauense.com.br/policia-militar-prende-dupla-com-r-31-mil-em-notas-falsas-em-blumenau/

Funcionária fantasma é condenada a devolver R$ 800 mil em SC

Uma mulher foi condenada pela Justiça por improbidade administrativa ao receber por uma função pública que não desempenhou. Ela foi nomeada diretora-executiva de um consórcio intermunicipal, no Oeste de Santa Catarina, mas nunca frequentou o ambiente de trabalho, tanto que era desconhecida pelos colegas.

A sentença, proferida pelo juiz substituto Claudio Rego Pantoja, da comarca de Coronel Freitas, determina o pagamento de R$ 404.623,57 em devolução aos cofres públicos e de multa no mesmo valor. O montante de R$ 809.247,14 deve ser corrigido monetariamente.

Conforme consta na denúncia, a servidora “fantasma” foi nomeada em 31 de janeiro de 2014. Mesmo sem autorização para atuar em teletrabalho ou em home office, a acusada não compareceu para cumprimento da jornada de trabalho, cujo contrato previa 40 horas semanais.

No entanto, no horário em que deveria estar no consórcio, foi encontrada em sua empresa, no município de Xaxim. Ela ainda foi condenada à perda do cargo público e ficou proibida de contratar com o poder público por oito anos, período em que teve os direitos políticos suspensos. Por conta da ação judicial, a exoneração foi publicada em 20 de fevereiro de 2021.

Marido também foi condenado

O marido da mulher também foi condenado. Ele, que também é servidor público efetivo municipal, foi nomeado no mesmo dia que a esposa para o cargo comissionado de assessor jurídico/tesoureiro do consórcio intermunicipal.

A função é diretamente subordinada à diretora-executiva da instituição, caracterizando nepotismo. Pelo ato de improbidade administrativa, ele foi condenado ao pagamento de multa no valor de R$ 158.558,40 (24 vezes o último salário da esposa), acrescido de correção monetária.

Ele também não pode contratar com o poder público por quatro anos, teve suspensos os direitos políticos pelo mesmo período e deve perder o cargo público. Ainda cabe recurso da decisão.

Fonte: ND+

Real time web analytics, Heat map tracking