Notícias

Casal de adolescentes é suspeito de matar motorista de aplicativo em Florianópolis

A Polícia Civil suspeita que dois adolescentes sejam os responsáveis pela morte de Patrick Costa, motorista de aplicativo de 22 anos encontrado morto na noite deste sábado (9). O corpo da vítima estava com marcas de faca e enterrado nas dunas do Rio Vermelho, em Florianópolis. As informações são da NDTV.

Patrick estava desaparecido há três dias. O último contato feito com a mãe foi na noite de quarta-feira (6), antes de sair para trabalhar. Ele morava no Sul da Ilha de Santa Catarina. O carro foi encontrado na sexta-feira, também no bairro Rio Vermelho, mas vazio e com danos na lateral.

A vítima só foi localizada por volta das 19h deste sábado, após denúncias anônimas e com a ajuda de cães, conforme a DPPD (Delegacia de Polícia de Pessoas Desaparecidas) afirmou à reportagem da NDTV. Os golpes de faca foram desferidos no pescoço da vítima.

Investigação
A investigação agora apura as circunstâncias do crime, sobretudo, detalhes como o dia da morte e a cronologia dos fatos. A suspeita é de que uma jovem, com cerca de 15 anos, tenha desferido os golpes com a ajuda do namorado.

Ambos não foram apreendidos até a manhã desta segunda-feira (11). A Delegacia de Homicídios investiga o caso como latrocínio (roubo seguido de morte).A investigação aguarda a conclusão dos laudos técnicos, e acredita que Patrick Costa foi coagido a ir até o local do crime, segundo o delegado Enio de Mattos.

O corpo do motorista foi sepultado na tarde deste domingo (10). Segundo a Amasc (Associação dos Motoristas de Aplicativo de Santa Catarina), é o terceiro motorista de aplicativo morto este ano no Estado.

Fonte: ND+

Assediador mata mulher de 18 anos esmagada por carro em Itajaí após discussão

Uma jovem de 18 anos foi atropelada e morta na noite deste domingo (10) em Itajaí, no Litoral Norte de Santa Catarina. O crime ocorreu após o motorista ser repreendido pelo namorado da vítima por chamá-la de 'gostosa'. Vanessa Tamyris de Oliveira Machowski chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. O agressor tentou fugir, porém foi localizado e preso pela Polícia Militar momentos depois do crime.

A ocorrência foi registrada por volta das 21h30min, na Rua José Luiz Marcelino, no bairro Cordeiros, em frente à casa do namorado. O rapaz de 21 anos contou que estava dentro da cabine do caminhão, estacionado, conversando com a garota, quando um homem passou dirigindo uma Tucson, parou e assediou a mulher. Ele disse que então desceu do caminhão para defender a namorada e começou uma discussão. 

Afirmou ainda à PM que o assediador aparentava estar bêbado e depois de terem discutido, o homem teria deixado o local. Minutos depois, segundo a testemunha, voltou à rua onde o casal estava e jogou o carro em cima da garota, que foi esmagada contra o caminhão. Os bombeiros chegaram a prestar socorro e levaram a vítima à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde ela morreu.

O motorista fugiu, mas foi encontrado pela Polícia Militar momento depois do crime. O carro usado por ele também foi localizado com a frente danificada. Como apresentava alguns cortes no rosto, o homem recebeu atendimento médico e depois acabou preso em flagrante. Segundo a Polícia Militar, ele confessou o crime e vai responder por homicídio doloso — quanto há intenção de matar.

O motorista tem 35 anos e passagens policiais por injúria, difamação, lesão corporal dolosa contra mulher e perturbação do trabalho e sossego alheio. Ele vai responder agora por homicídio qualificado e embriaguez ao volante, segundo a Polícia Civil.

O sepultamento de Vanessa está marcado para começar às 16h30min desta segunda-feira (11), no bairro Fazenda. Ela e o namorado estavam juntos há um ano e meio.

Fonte: NSC

Hospitais do Vale do Itajaí zeram internações por Covid-19 em UTI e enfermaria

Hospitais do Vale do Itajaí celebram novidades positivas diante do trabalho de combate à pandemia de Covid-19: leitos vazios. Em duas cidades – Rio do Sul e Pomerode – o número de pacientes em leitos de UTI e até mesmo na enfermaria foi zerado nos últimos dias.

No Hospital Regional do Alto Vale (HRAV), em Rio do Sul, os 15 leitos da UTI Covid ficaram desocupados depois de 10 meses. A última paciente recebeu alta quinta-feira (7), mas permanece internada na ala de enfermaria em recuperação até receber alta médica.

A UTI Covid foi implantada em agosto de 2020, para atender ao crescimento da demanda por mais leitos de unidade de terapia intensiva para pacientes de casos graves. Antes disso, os pacientes ficavam nos dois leitos reservados pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) ou eram transferidos para o Hospital Oase, de Timbó, que é a referência para Covid-19 na região.

 
O diretor-técnico do hospital, Marcelo Vier Gambetta, informa que, num primeiro momento, foram desativados cinco leitos, porém eles continuam disponíveis caso haja necessidade. Além disso, a equipe segue trabalhando na unidade. 

Ele adiantou ainda que, depois de negociações com as secretarias municipal e do Estado, o Ministério da Saúde desabilitou cinco leitos da UTI Covid, que agora serão disponibilizados para outras necessidades.

“Desta forma a partir de segunda-feira (11) poderemos colocar em funcionamento mais oito leitos da clínica médica, totalizando 30 no setor. Além dos 10 de UTI Covid, ficarão reservados os quatro leitos de enfermaria”.

Queda nos casos
A redução dos casos na cidade é significativa. No boletim divulgado pelo Hospital Regional do Alto Vale nesta segunda-feira (11) há apenas um casos confirmado internado na enfermaria, além de outros dois suspeitos (um na enfermaria e outro na UTI).

Mesmo assim, a direção do HRAV destaca que a pandemia não acabou e que a população precisa seguir com os cuidados, para manter os baixos números de internações. “A população precisa continuar usando máscara, respeitando o isolamento, além da utilização de álcool em gel”, afirma Gambetta, que destaca ainda a importância da imunização das duas doses da vacina e também do reforço.

Pomerode sem internações
Se no Alto Vale a comemoração é pela UTI vazia, em Pomerode a notícia é ainda mais positiva. De acordo com o último boletim divulgado pela prefeitura na sexta-feira (8), a cidade não tem nenhum paciente internado por Covid-19, nem na enfermaria.

Os 10 casos ativos na cidade são de pessoas em isolamento domiciliar, o que mantém desocupados todos os leitos para Covid-19. Esta é a primeira vez que o município não tem pacientes no hospital desde que foi registrada a primeira internação por Covid-19.

Confira os números da Covid-19 no Vale do Itajaí:

Fonte: ND+

Filho presenteia pai que o ajudou a se tornar dentista com um Fusca em SC

Viralizou nas redes sociais, um vídeo que mostra o filho, Fabrício Silveira Martins, 45 anos, presenteando o pai, Rogério Nunes Martins, 71, com Fusca modelo 1971.

O caso aconteceu em Tubarão, no Sul de Santa Catarina, na noite do domingo, 3. De acordo com Fabrício, o objetivo do presente era para agradecer o pai durante anos de apoio para que ele pudesse cursar a faculdade de odontologia.

O filho conta que o pai era já era dentista prático e que, mesmo não pagando a faculdade do filho, o pai o teria ajudado dando uma vaga para trabalhar juntos. Fabrício começou na faculdade aos 36 anos e se formou aos 41.

Assista:

História com o Fusca

Fabrício comenta que o Fusca tem um espaço especial na história na família. De acordo com ele, o pai sempre teve Fusca na garagem e que, pelo fato do pai não ter condições de ter um atualmente, era o momento perfeito de presenteá-lo.

A entrega do presente aconteceu no domingo, 3, na casa de Rogério. Ao lado do filho, também estiverem presentes as irmãs e a mãe de Fabrício. Após a entrega oficial, a família deu uma volta com o carro pelo bairro para relembrar juntos os momentos do passado que ficaram na memória.

Fonte: O Município

Grave acidente com van deixa bailarinos feridos em Joinville

Uma grave colisão entre uma van e uma carreta na madrugada desta sexta-feira (8), deixou feridos bailarinos de Brasília selecionados para se apresentar no Festival de Dança de Joinville.

O acidente ocorreu por volta das 2 horas, no trevo de acesso à rua Ottokar Doerffel. A princípio, a carreta não teria parado na marginal, colidindo contra a van que trazia bailarinos do Corpo de Baile Noara Beltrami.

O grupo de Brasília vinha de Curitiba, onde alugou a van para o transporte até Joinville. O local do acidente fica a 780 metros da casa em que a equipe ficaria hospedada durante o evento. 19 pessoas com idades entre 14 e 33 anos estavam no veículo.

Cinco pessoas foram levadas para o Hospital São José, duas para o Hospital Dona Helena e outras duas para o Hospital Regional Hans Dieter Schmidt. Uma delas teve trauma cranioencefálico e outra a amputação de um dedo do pé. As demais tiveram ferimentos leves.

As vítimas foram atendidas pelos bombeiros voluntários de Joinville, entre eles, o prefeito Adriano Silva, que atua na corporação e estava de plantão durante a madrugada.

Segundo a Arteris Litoral Sul, concessionária que administra a BR-101, a marginal no sentido Norte ficou interditada até as 5h30. Não houve congestionamento no trecho.

Abalado, o grupo que se apresentaria na Mostra Competitiva e nos Palcos Abertos, está focado na recuperação da equipe e ainda não há informações se devem subir ao palco nesta edição.

Atualização sobre o estado das vítimas

Entre as cinco vítimas encaminhadas ao Hospital São José, duas permanecem internadas. Uma adolescente de 15 anos precisou passar por cirurgia ortopédica e aguarda nova avaliação do médico neurologista.

Outra jovem, de 18 anos, estava com sintomas gripais e, por isso, permanece em observação. O estado de saúde das vítimas é considerado estável. Dois homens, de 26 e 35 anos, e uma mulher, de 22 anos, passaram por atendimento médico e já receberam alta.

Fonte: ND+

Subcategorias

NOVA FM

Programas

Trânsito Agora

Tempo

booked.net

APPs da Nova FM

Real time web analytics, Heat map tracking