Assassinato em Indaial foi motivado por guerra de facções criminosas, afirma delegado

INDAIAL – O inquérito que apurou o assassinato e ocultação de cadáver de Marcelo de Oliveira de 35 anos, que desapareceu no mês de maio e foi encontrado morto em junho foi motivado por guerra de facções criminosas, informou o Delegado João da Cunha Neto.

É a primeira vez que um homicídio em Indaial tem comprovadamente ligação com facções criminosas que atuam na região.

-Publicidade-
“Mortes entre facções já aconteceram na cidade, mais é a primeira vez que o inquérito comprovou que a motivação do homicídio foi justamente a disputa entre essas organizações criminosas”.

Três elementos de 30, 27 e 19 anos respectivamente, foram apontados pelo inquérito como sendo os autores do bárbaro crime, o último criminoso foi preso na semana passada no Estado do Paraná.

Marcelo de Oliveira foi morto com requinte de crueldade, na casa de um dos elementos que fica na Rua Dr Blumenau no bairro do Sol, sendo usado um machado como arma do crime, depois de matar a vítima, os apontados como responsáveis pelo assassinato fizeram a desova do corpo no Rio Itajaí Açu, eles colocaram o corpo numa caixa d’água de amianto e cobriram com entulhos e jogaram no rio.

Mergulhadores dos Bombeiros Voluntários de Indaial conseguiram achar o cadáver numa profundidade de aproximadamente 2,5 metros no Rio, depois de serem acionados pela Polícia Civil.

Judson Lima/Nova FM 

JORNAL NOVA FM

Programas

Trânsito Agora

Tempo

booked.net

APPs da Nova FM

Real time web analytics, Heat map tracking