Moisés não é obrigado a depor na CPI.

O Governador Carlos Moisés não pode ser convocado pela CPI que apura as irregularidades na compra dos 200 respiradores por R$ 33 milhões pela Secretaria Estadual da Saúde. A conclusão foi divulgada pela procuradoria da Alesc nesta segunda-feira (15). Na semana passada, o relator da CPI, deputado Ivan Naatz, apresentou o pedido de oitiva do chefe do Poder Executivo. A Procuradoria-Geral do Estado encaminhou ofício alegando a inconstitucionalidade da convocação, mas disse que o governador está à disposição para responder as perguntas por escrito.

 

Jornalismo Nova Fm

NOVA FM

Programas

Trânsito Agora

Tempo

booked.net

APPs da Nova FM

Real time web analytics, Heat map tracking