Prefeitura de Blumenau protocola nova proposta aos servidores grevistas

BLUMENAU - Dentro do processo de negociação e com o objetivo de pôr fim à greve garantindo o atendimento total à população, a Prefeitura de Blumenau protocolou na manhã desta terça-feira, dia 18, junto ao sindicato da categoria, uma nova proposta aos servidores públicos municipais.

A opção indica o pagamento de 1% do INPC em dezembro e o restante, 4,07%, em janeiro. Já o vale alimentação, com a atualização integral do INPC acumulado seria creditado a partir da folha de pagamento do mês de julho. A proposta representa esforço máximo do poder público que terá que utilizar parte do valor a ser economizado com a reforma administrativa, bem como outras medidas para contenção de despesas.

O município reitera que mantém a postura transparente e comprometida com os servidores e que a prioridade é manter o pagamento de salários em dia. Um reajuste integral de 5,07% retroativo ao mês de maio representaria um aumento de R$ 25,3 milhões no fluxo de caixa do município até o final deste ano, um impacto financeiro com o qual a Prefeitura não consegue arcar no exercício de 2019.

Vale ressaltar que o cenário econômico, em retração desde 2015, aponta para queda significativa do movimento econômico nesse segundo semestre de 2019. Isso inviabiliza o acréscimo de qualquer nova despesa sem que se comprometa o pagamento dos salários em dia, o pagamento das parcelas do 13º salário e a manutenção da prestação dos serviços públicos à população.

A prioridade continua sendo pagar salários em dia, preservando todos os direitos conquistados pelos servidores, em diversas carreiras, com ganhos reais nos salários impactando mais de 2,8 mil servidores – em especial os da área da saúde, com mais de 10 carreiras contempladas - que já foram ou serão beneficiados até 2022. Os dados abrangem 35% do funcionalismo ou um terço dos servidores e tem impacto de R$ 23 milhões ao ano até 2022.

Prefeitura segue trabalhando para manter os serviços

Apesar da adesão de alguns servidores à greve, a Administração Municipal segue empenhada em garantir o atendimento nos serviços essenciais, de forma que a população não seja prejudicada.

Dados da última segunda-feira, 17, apontavam que das 123 unidades educacionais do município, 95 seguiam atendendo normalmente; 26 mantinham atendimento parcial e dois Centros de Educação Infantil (CEIs) estavam fechados.

Já na saúde, das 74 unidades de atenção básica de Saúde, 41 permaneciam com atendimento normal, 8 unidades estavam com atendimento parcial e 25 estavam fechadas.

(Foto: Julio Castellain, divulgação )

NOVA FM

Programas

Trânsito Agora

Tempo

booked.net

APPs da Nova FM

Real time web analytics, Heat map tracking