Notícias

 '   

 

Ex-prefeito de Lages e outros 10 são condenados por desvio de mais de R$ 2,6 milhões

O ex-prefeito de Lages, Elizeu Mattos (MDB), foi condenado em uma ação de improbidade administrativa, por esquema de propina e fraude em licitações na Serra, outros 10 réus, entre servidores municipais e empresários, também foram condenados.

A ação do Ministério Público de Santa Catarina chamada de “Operação Águas Claras” foi executada pela Gaeco em 2014, o ex-prefeito de Lages foi condenado após comprovação de recebimento de propina em pelo menos 22 ocasiões. Segundo a denúncia, Elizeu Mattos repassou valores indevidos ultrapassando os R$ 2,6 milhões. A decisão foi proferida pela Vara da Fazenda da comarca do município.

Entre 2013 e 2014, Mattos realizou a contratação emergencial da empresa responsável pelo fornecimento de água e saneamento em Lages, sem a devida licitação e com direcionamento para frustrar a competitividade do certame. segundo o TJSC as ações foram executadas mediante o pagamento de propina.

De acordo com o Tribunal de Justiça de Santa Catarina, o ex-prefeito de Lages praticou atos que configuram enriquecimento ilícito, lesão ao erário e violação dos princípios da Administração Pública. O TJSC alega que ele recebeu quantias que variavam de R$ 10 mil a R$ 165 mil mensais.

Elizeu Mattos (MDB) foi condenado à perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, totalizando R$ 2.695.136,00. Segundo o Tribunal de Justiça do Estado, ele também terá que pagar uma multa no mesmo valor. Além disso, Elizeu terá seus direitos políticos suspensos e estará proibido de contratar com o poder público ou receber benefícios fiscais por 14 anos.

O Tribunal afirma ainda que ele perderá a função pública ou qualquer cargo que ocupe no momento do trânsito em julgado da sentença. Os outros 10 réus também sofrerão penalidades que incluem multas civis. Eles também terão a suspensão dos direitos políticos e estão proibidos de contratar com o poder público em prazos entre 12 a 14 anos.

De acordo com o TJSC, os empresários envolvidos fizeram acordo de delação premiada. Os valores oriundos da condenação serão revertidos para o Fundo de Defesa dos Direitos Difusos e Coletivos. A decisão, que possui mais de 24 mil páginas, cabe recurso. Tentamos entrar em contato com o ex-prefeito, mas até o fechamento desta edição, não tivemos resposta. O espaço segue aberto para manifestações.

Créditos: ND+ / Foto: Internet/Reprodução/ND
https://ndmais.com.br/politica/ex-prefeito-de-lages-e-outros-10-sao-condenados-por-desvio-de-mais-de-r-26-milhoes/ 

Carro de luxo que custa R$ 650 mil é apreendido na BR-280 em SC

Um carro de luxo avaliado em aproximadamente R$ 650 mil reais foi apreendido na BR-280, no trecho da rodovia que passa pela cidade de Rio Negrinho, no Planalto Norte de Santa Catarina, o veículo esportivo foi apreendido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na tarde de quinta-feira (11/07). 

Uma câmera flagrou o carro de luxo fazendo uma ultrapassagem irregular em frente à Unidade Operacional da PRF, às margens da rodovia, o veículo foi abordado alguns quilômetros adiante e multado por ultrapassar pela direita, saindo e retornando à faixa de origem. 

A PRF também informou que o Porsche/Taycan era emplacado em Curitiba, no Paraná, estava com o licenciamento atrasado e tinha cerca de R$ 30 mil em débitos vencidos, segundo o Detran do Paraná, o carro esportivo, avaliado em aproximadamente R$ 650 mil, foi levado ao guincho conveniado e será liberado somente  com o licenciamento em dia, destacou a PRF.

Créditos: NSC / (Foto: PRF, Divulgação)
https://www.nsctotal.com.br/noticias/carro-de-luxo-que-custa-r-650-mil-e-apreendido-na-br-280-em-sc 

Marinha utiliza helicóptero de guerra na busca por pescadores desaparecidos em SC

As buscas por pescadores que desapareceram em alto mar, em São Francisco do Sul e Barra Velha, continuam em ação pela Marinha do Brasil e bombeiros de diversas regiões. Conforme informações da Marinha, as buscas pelos dois pescadores de São Francisco do Sul estão sendo feitas próximo à Barra do Saí e região.

Para auxiliar, são utilizados uma lancha, o Navio Patrulha e também uma aeronave da Marinha, nomeada SH-16.O helicóptero SH-16 “Seahawk” é utilizado em diversas missões da corporação, como guerras acima e abaixo d’água, missões de reconhecimento eletrônico, acompanhamento de contatos de interesse com o uso de seus diversos sensores e operações logísticas. Porém, assim como no caso do pescador de Barra Velha, as equipes não encontraram novas evidências que ajudem na localização dos desaparecidos.

Dois pescadores desapareceram na última segunda-feira (08/07) após saírem de barco para navegar em alto mar em São Francisco do Sul. Buscas foram iniciadas para tentar encontrar os desaparecidos, conforme a Marinha do Brasil, os pescadores desapareceram após navegarem próximo ao Farol Ilha da Paz, os pescadores foram identificados como Adólar Angel, de 56 anos, e Sérgio Ignowsky, de 73 anos.

Além disso, um pescador de 56 anos está sendo procurado após desaparecer no alto mar entre Itajubá e Barra Velha, no Litoral Norte de Santa Catarina, na manhã de terça-feira (09/07), o barco dele estava abandonado e à deriva na região. A embarcação do homem foi encontrada por outros pescadores que navegavam pelo local e acionaram os socorristas. As buscas foram iniciadas ainda na terça, logo após os bombeiros serem notificados, mas sem sucesso até o momento.

Créditos: NSC / (Foto: Marinha do Brasil, Divulgação)
https://www.nsctotal.com.br/noticias/marinha-utiliza-helicoptero-de-guerra-na-busca-por-pescadores-desaparecidos-em-sc 

Álcool, briga e “acaso”: o que está por trás de assassinato brutal de mulheres em Navegantes

O assassinato das amigas Carin Salomão e Raquel Hostins em Navegantes, no mês passado, teve como pano de fundo com álcool, brigas e até um encontro ao acaso. O autor dos crimes confessou, inclusive, que matou Carin apenas porque ela estava “no local errado, na hora errada”. Uma coletiva de imprensa da Polícia Civil nesta sexta-feira (12/07) trouxe detalhes da investigação.

Carin, 37 anos, e Raquel, 32, foram mortas com golpes de faca no pescoço dentro da casa de Raquel no dia em que ela reencontrou um amigo de infância, que é o suspeito dos homicídios. Naquela sexta-feira (21/06), os dois se viram após anos sem contato e tiveram um encontro, almoçaram juntos, ingeriram bebida alcoólica durante a tarde e foram até o imóvel da mulher no bairro Machados.

O homem de 34 anos, então, foi para a casa da mãe dele pegar um carro emprestado, ao ter o pedido negado, discutiu com a família e jogou uma pedra contra o veículo. Na sequência, foi sozinho para outro lugar e continuou a beber, além de usar outras drogas, conta o delegado Roney Péricles.

Ele voltou para a casa de Raquel, que, na versão dada em depoimento pelo indiciado, teria dito algo que o desagradou, o que gerou um desentendimento entre os dois e o esfaqueamento. Carin, que não conhecia o homem, foi até a residência da amiga no momento em que o assassino estava no local.

— Segundo ele, ela chegou logo após ele ter cometido o crime e aí, para assegurar a ocultação e impunidade, ele acabou tendo que matá-la — detalhou o delegado.

O homem, que tem passagens por crimes patrimoniais e de violência doméstica, está preso desde a descoberta das mortes e deve responder por duplo homicídio qualificado por motivo fútil, meio cruel e sem chance de defesa das vítimas. Se condenado à pena máxima, pode pegar até 60 anos de prisão. O inquérito agora será entregue ao Ministério Público para o andamento do processo judicial.

Créditos: NSC /  (Foto: Reprodução)
https://www.nsctotal.com.br/noticias/alcool-briga-e-acaso-o-que-esta-por-tras-de-assassinato-brutal-de-mulheres-em-navegantes 

Nego Di é alvo de buscas em SC por investigação de suspeita de fraude nas redes sociais

O influenciador Nego Di e a esposa, Gabriela Sousa, foram alvos de uma operação na manhã de sexta-feira (12/07) que apura a suspeita de lavagem de dinheiro após a promoção de rifas virtuais ilegais e possíveis fraudes nas redes sociais. Segundo o Ministério Público do Rio Grande do Sul, a movimentação foi de cerca de R$ 2 milhões. Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos no litoral de Santa Catarina.

Os nomes dos influenciadores foram confirmados pela reportagem do ZGH. De acordo com o MP, a mulher foi presa em flagrante por posse de arma de uso restrito das Forças Armadas. A cidade catarinense onde ocorreu a ação não foi informada.

A ação teve como objetivo a busca por mais provas relacionadas à suspeita de lavagem de dinheiro. Segundo a promotoria, rifas ilegais eram realizadas com premiações em dinheiro e bens de alto valor que não teriam sido entregues aos ganhadores, que foram vítimas. Ainda conforme o MP, os influenciadores teriam utilizado documento falso nas redes sociais para aplicar as fraudes.

Durante as diligências em Santa Catarina, de acordo com o promotor de Justiça Flávio Duarte, responsável pela investigação, além da apreensão de munições e da arma, dois veículos de luxo do casal foram bloqueados, além de uma quantidade em dinheiro. O valor, no entanto, não foi informado.

Créditos: NSC / (Fotos: Instagram, MPSC)
https://www.nsctotal.com.br/noticias/nego-di-e-alvo-de-buscas-em-sc-por-investigacao-de-suspeita-de-fraude-nas-redes-sociais 

Resultado Loterias

Trânsito ao Vivo

Ponte Ministro Victor Konder

 

 

Real time web analytics, Heat map tracking
ANTES DE PROSSEGUIR:

Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao ACEITAR, você continua navegando em nosso site e terá acesso a todas as funcionalidades. Caso deseje um controle maior sobre sua navegação, acesse nosso artigo GERENCIAR COOKIES.
Para saber mais sobre como tratamos seus dados, acesse nossa POLÍTICA DE PRIVACIDADE.
Para conhecer de forma completa como lidamos com seus dados, acesso o menu LGPD no topo da página.