Esportes

Tóquio 2020: Rayssa Leal é a medalhista mais jovem dos Jogos em 85 anos

Com apenas 13 anos e 203 dias (seis meses e 22 dias), a maranhense Rayssa Leal tornou-se a brasileira mais jovem a receber uma medalha olímpica — e a sétima medalhista mais jovem em toda a história dos Jogos Olímpicos de Verão.
Rayssa (conhecida como Fadinha), que ganhou a prata na categoria street nesta segunda-feira (26), é quatro meses mais jovem que a vencedora da modalidade, a japonesa Momiji Nishiya. A skatista do Japão se tornou a segunda medalhista de ouro mais jovem da história — um recorde que permanece intacto desde 1936.

Tóquio 2020 marcou a estreia em Olimpíadas do skate, um esporte que costuma ter atletas bastante jovens competindo desde cedo. A idade das três medalhistas na categoria street chamou atenção: as duas primeiras têm 13 anos e a medalhista de bronze (a japonesa Funa Nakayama), 16. A idade somada das atletas do pódio é 42 anos.
Em 125 anos de olimpíadas na era moderna, foram poucos os atletas com menos de 14 anos que conseguiram subir ao pódio.

Antes de Rayssa, a atleta mais jovem do Brasil era Rosangela Santos, parte da equipe brasileira de corrida no revezamento 4x100m que ganhou bronze em Pequim 2008.
Ela tinha 17 anos na época, mas só ganhou a medalha nove anos depois da prova — o Brasil havia chegado em quarto lugar, mas a equipe campeã, a Rússia, foi eliminada anos depois, após uma revisão de doping. Antes de Rosângela Santos, todos os atletas medalhistas mais jovens do Brasil tinham 18 anos — entre eles o fenômeno do futebol feminino, Marta, que ganhou prata em Atenas 2004.

Fonte: G1

Clube da Itália lança camisa em homenagem à Chapecoense

O Torino Football Club lançou nesta sexta-feira, dia 23, uma camisa em homenagem à Chapecoense e à amizade entre as duas equipes. O uniforme será utilizado pelos goleiros do time italiano na temporada 2021/2022.

“Chape e Torino compartilham uma história de resiliência, com laços fortalecidos pela coragem de seguir em frente após o momento mais desafiador das suas trajetórias”, destaca uma publicação feita pela Chapecoense nas redes sociais.

O Torino chorou um desastre aéreo com a delegação em 1949, quando 42 pessoas morreram, incluindo todo o elenco. O avião retornava com a equipe de uma partida em Lisboa, contra o Benfica. Prejudicado por um forte nevoeiro, chocou-se com o campanário da conhecida Basílica de Superga, em Turim.

O acidente com a Chapecoense ocorreu 67 anos depois. A queda do avião da Lamia, na Colômbia, foi registrada no início da madrugada de 29 de novembro de 2016. O acidente causou 71 mortes, incluindo jogadores, comissão técnica, jornalistas e tripulantes. Seis pessoas sobreviveram ao desastre.

Também em tom de homenagem, Torino e Chapecoense chegaram a fazer um amistoso no dia 1º de agosto de 2018. Na ocasião, os italianos venceram a partida por 2 a 0.

Fonte: Oeste Mais

Com show de Richarlison, Brasil larga com vitória no futebol masculino das Olimpíadas

O início do futebol brasileiro nas Olimpíadas de Tóquio é com 100% de aproveitamento. Depois da goleada das mulheres na quarta-feira (21), foi a vez do time masculino estrear com vitória.

Em uma reedição da final do Rio 2016, a equipe comandada por André Jardine derrotou a Alemanha na manhã desta quinta-feira (22) por 4 a 2, no estádio Yokohama.

Jogador da seleção principal, Richarlison foi o grande nome do jogo ao marcar três gols no primeiro tempo.

O Brasil ainda desperdiçou muitas chances, inclusive, um pênalti com Matheus Cunha, e chegou a levar um susto quando os alemães balançaram as redes por duas vezes no segundo tempo, com Amiri e Ache.

Mas Paulinho nos acréscimos deixou o dele e decretou a vitória brasileira.

Com a vitória, o Brasil lidera o Grupo D, com três pontos. No próximo domingo (25), a seleção enfrenta a Costa do Marfim, que também venceu na primeira rodada, às 5h30 (horário de Brasília).

Fonte: OCP News

Brasil estreia nas Olimpíadas nesta quarta-feira (21) com Seleção Feminina de Futebol

Quem acordou cedo para acompanhar a primeira partida da seleção feminina de futebol foi recompensando com uma bela goleada. O Brasil venceu por um placar de 5 x 0 contra a China, na manhã desta quarta-feira, 21, no estádio Miyagi.

A chuva de gols começou com a camisa 10, Marta, ela marcou o primeiro com apenas 8 minutos de jogo. Dominando a partida, as brasileiras marcaram 2 x 0 com um belíssimo gol de Debinha. 

Após sofrer com a pressão imposta pela equipe canarinha, o técnico Jia Xiuquan, tirou a meia Wang Yan para a entrada da atacante Wurigumula, para dar mais ofensividade a sua equipe ainda no primeiro tempo. Apesar de ganhar mais volume de jogo, o gol não chegava para as chinesas, e mesmo quando criou uma grande oportunidade com Miao Siwen, a goleira Barbara se agigantou e fez uma grande defesa.

No segundo tempo as chinesas cresceram um pouco mais na partida e aos 6 min Wang Shanshan acertou a trave. Apesar das inúmeras tentativas das adversarias, foi a estrela brasileira que brilhou, Marta voltou a marcar, assinalando 3x0 para o Brasil.  Aos 34 minutos Andressa marcou de pênalti e para encerrar o espetáculo Bia mandou a bola para o fundo da rede da goleira Peng Shimeng.

O resultado garantiu não apenas uma excelente estreia para a equipe brasileira, mas também estabeleceu a Marta o recorde de 12 gols em jogos Olímpicos e é a primeira jogadora a marcar em cinco edições diferentes das Olimpíadas. A Seleção Brasileira feminina vai enfrentar a Holanda, no sábado as 8h (horário de Brasília).

Fonte: Bola Vip

Com gol de catarinense, Itália avança para a final da Eurocopa

A Itália está na final da Eurocopa 2020. A equipe comandada pelo técinco Roberto Mancini conquistou a classificação nesta terça-feira, dia 6, após bater a Espanha na cobrança de pênaltis, por 4 a 2. No tempo normal e depois na prorrogação as duas equipes empataram em 1 a 1, com gols de Chiesa para a Itália e Morata para a Espanha.

A classificação da Itália para a decisão teve participação fundamental de um catarinense. O meio-campista Jorginho, natural de Imbituba, foi quem marcou o gol derradeiro na cobrança de pênaltis. O jogador do Chelsea mostrou qualidade e sangur frio para deslocar o goleiro para um lado e empurrar a bola com o pé direito para o outro, para o delírio dos torcedores italianos no Estádio de Wembley.

Agora, a Itália aguarda o vitorioso na partida entre Inglaterra e Dinamarca, marcada para esta quarta-feira, dia 7, às 16h, também em Wembley. Os italianos buscam o segundo título no torenio (o primeiro, e único, veio em 1968). A decisão está marcada para domingo, dia 11, às 16h, também em Wembley.

Aos 29 anos, Jorginho tem uma carreira consolidada na Europa. Chegou ao futebol italiado em 2010, para defender o Verona. Ficou no clube até 2014, quando se transferiu para o Napoli.

No clube que eternizou Diego Maradona, Jorginho atuou por mais quatro anos. Em 2018, transferiu-se para o Chelsea.

Em maio deste ano, ele conquistou o título da Liga dos Campeões da Europa com o time inglês, e sagrou-se o primeiro catarinense a faturar o título do maior torneio interclubes do Velho Continente. No próximo domingo, ele pode escrever um novo capítulo na vitoriosa carreira e conquistar o título de campeão europeu de seleções.

Fonte: NSC

NOVA FM

Programas

Trânsito Agora

Tempo

booked.net

APPs da Nova FM

Real time web analytics, Heat map tracking