Criação da região metropolitana de Blumenau vive impasse

Blumenau, Gaspar, Indaial, Pomerode e Timbó. O que essas cidades têm em comum? Além das afinidades culturais, também há muita semelhança quando se fala de gestão pública. A proximidade geográfica, que possibilita a moradores residir em uma cidade e trabalhar em outra, formando um grande bloco populacional, e as demandas parecidas a resolver, como expansão de vias urbanas e rodovias, dificuldades de transporte coletivo, coleta e processamento de lixo e atendimentos na saúde, motivam uma proposta de criação da Região Metropolitana de Blumenau. Como uma espécie de associativismo entre os municípios, a medida permitiria que as cinco cidades planejassem juntas as obras viárias, as soluções para problemas comuns e buscassem, em conjunto, os recursos para viabilizar o crescimento futuro da região, que hoje possui 557,5 mil habitantes, segundo a estimativa do IBGE em 2017.

Em abril do ano passado, o Santa publicou uma reportagem apresentando detalhes da ideia e os possíveis benefícios que a criação da Região Metropolitana poderia trazer para os cinco municípios envolvidos – além delas, outras 11 cidades do Vale fariam parte de uma área de expansão. Quase um ano depois, pouco se avançou nessa discussão. Uma audiência pública na Câmara de Vereadores e uma assembleia entre os prefeitos chegaram a ser feitas, com poucos resultados práticos.

Fonte: http://jornaldesantacatarina.clicrbs.com.br

Real time web analytics, Heat map tracking