Esportes

Blumenau é campeã dos JASC 2021 e chega ao 43° título da principal competição esportiva de SC

É campeão! Por mais de um ano este grito não foi entoado pelos atletas em competições esportivas. O motivo? A pandemia causada pelo Coronavírus, que impôs medidas sanitárias necessárias, impedindo os atletas de competirem, como nos Jogos Abertos de Santa Catarina em 2020. Neste ano, com o avanço da vacinação, foi possível a realização da 60ª edição dos JASC, em São José. Neste domingo, dia 28, os atletas de Blumenau voltaram a comemorar e gritar “É campeão", nos JAsc 2021, após conquistarem 248 pontos na competição. São José e Florianópolis, com 171 e 152 pontos, respectivamente, ficaram na segunda e terceira colocação.

O titulo veio mesmo com as adversidades impostas pela pandemia, pois os nossos atletas continuaram se preparando para o retorno, que teve nos JASC o seu ápice, com a conquista do título geral. As disputas em São José foram um momento ímpar para as modalidades, que voltaram a sentir a sensação de emoção das vitórias, angústias das derrotas e o mais importante, o sentimento de estar fazendo o que amam, que é praticar o esporte.

Esses dias de competições representaram muito além do esporte, mas a celebração da vida e da esperança, de dias melhores e que nunca mais seja necessário o atleta deixar de treinar e representar toda uma cidade por meio do esporte. O prefeito Mário Hildebrandt, destaca que o esporte é vida, é transformação, é oportunidade. “Em Blumenau investimos no Esporte por entendermos e acreditarmos nisso. Mesmo em meio à pandemia do Coronavírus não deixamos de repassar os recursos para que nossos atletas continuassem treinando. O título do Jasc 2021 nos deixa muito felizes e orgulhosos é claro, mas o que nos motiva é a certeza de estarmos transformando a vida desses jovens, e de tantos que os tem como exemplos, através do Esporte”, completa.

A cidade de Blumenau faturou 25 troféus, sendo 10 de campeão, nove de segundo e seis de terceiro lugar, além de 120 medalhas. Desempenho que levou a conquista do troféu de Campeão Geral dos JASC, intitulado Troféu “João Kiyoshi Otuki”, entregue a delegação blumenauense em cerimônia na Arena Multiuso, que contou com a presença do prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt.

Blumenau disputou os JASC 2021 com mais de 500 pessoas, entre atletas, comissão técnica e dirigentes. O secretário do Esporte, Ricardo Echelmeier agradece ao prefeito Mário Hildebrandt e a vice-prefeita Maria Regina Soar pela seriedade e respeito com que trataram o esporte nesse período de pandemia, garantindo a continuidade do Bolsa Desportista, num momento onde muitas atletas e técnicos foram abandonados.

“Isto certamente foi um grande diferencial para a conquista do título geral do 60° JASC em São José, totalizando 43 títulos para Blumenau. Agradecer também a Câmara de Vereadores de Blumenau, que aprovou as suplementações destinadas à SME, para viabilizar a participação de Blumenau nos eventos da Fesporte em 2021. Penso que a conquista deste título, num primeiro evento concentrado desde o início da pandemia, não deixa de ser uma forma das modalidades demonstrarem seu compromisso com Blumenau e também que vale muito, investir no esporte. Um agradecimento e um parabéns especial a todos nossos atletas, técnicos que demonstraram muita garra e determinação nas disputas das competições, que culminaram na conquista geral dos JASC 2021”, completa Ricardo Echelmeier, secretário do Esporte.

Os Jogos Abertos de Santa Catarina envolveram mais de 10 mil atletas desde as fases regionais. Na estadual, em São José, tivemos a participação de cerca de 4 mil atletas, representando 197 municípios de Santa Catarina.

Último dia de competição

Neste domingo, dia 28, Blumenau conquistou mais troféus em apenas um dia de competição. O Basquete masculino, Handebol feminino e o Bolão 16 feminino levaram troféus de campeões. O Vôlei de praia, Punhobol e Karatê masculino ficaram em segundo lugar. Completando as conquistas, o Karatê feminino faturou o troféu de terceiro lugar.

Atleta de Blumenau é homenageada

A enxadrista de Blumenau, Regina Ribeiro, foi uma das homenageadas da noite recebendo a medalha Rodolfo Sestrem, como destaque desta edição do Jogos. A Honraria, visa em seu formato original, na forma de votação por parte dos jornalistas credenciados que fizeram a cobertura dos Jogos Abertos, escolher a atleta destaque e do atleta revelação entre todas as modalidades da competição. Porém neste ano, em função do modelo provisório de realização dos Jasc, que aconteceram em oito municípios, a escolha teve um formato diferente. Os nomes foram apresentados pela Assessoria de Comunicação da Fesporte e validados pela área técnica da Fundação.

Fonte: Prefeitura de Blumenau
Fotos: Sávio James

Avaí derrota Sampaio Corrêa em jogo difícil e consegue o acesso a Série A do Brasileirão

Com a classificação para a Série A do Campeonato Brasileiro assegurada, o Avaí passou a ser o time com mais acessos conquistados na Segundona desde que a Série A passou a ser disputada no formato dos pontos corridos. De 2003 para cá, o Leão subiu em 2008, 2014, 2016, 2018 e 2021.

Clubes com mais acessos

Avaí – 5 classificações
América-MG, Coritiba e Sport – 4
Botafogo, Goiás, Atlético-GO, Vasco e Vitória – 3
 
Diante do Sampaio Corrêa, a equipe azurra sofreu o gol na primeira etapa e foi buscar a virada no final. Valdívia e Renato garantiram o triunfo diante da equipe maranhense, para a festa de mais de 15 mil torcedores presentes no estádio da Ressacada.

O Avaí conquistou de maneira heroica a última vaga disponível na Série A de 2022 ao vencer, de virada, o Sampaio Corrêa na tarde de hoje, na última rodada da Série B. Já as torcidas de Vitória e Remo têm motivos para lamentar: os gigantes do Nordeste e Norte do Brasil foram rebaixados para a Série C. Avaí, Guarani e os rivais de Alagoas, CRB e CSA chegaram na rodada derradeira podendo garantir o acesso à primeira divisão, enquanto o Botafogo, que foi o campeão, o Coritiba e o Goiás já estavam garantidos na elite do futebol brasileiro.

Na briga para escapar do rebaixamento, o Londrina venceu o Vasco, que já não tinha mais ambições no campeonato, por 3 a 0 e escapou da Série C, enquanto o Vitória perdeu do Vila Nova em casa por 1 a 0 e o Remo empatou em 0 a 0 com o já rebaixado Confiança. O Avaí entrou na rodada dependendo apenas de uma vitória em casa contra o Sampaio Corrêa para subir, mas o resultado foi conseguido com muito sufoco. O time catarinense saiu perdendo e só conseguiu a virada nos últimos minutos, após um pênalti errado ser batido novamente e Watson, do Sampaio Corrêa, ser expulso. Até o finalzinho da rodada a vaga estava sendo conquistada pelo CSA, que goleou o já rebaixado Brasil de Pelotas por 4 a 0. Os outros times que tinham chance de classificação tropeçaram: o CRB perdeu para o Operário por 2 a 1 e o Guarani ficou no 2 a 2 com o Botafogo. 

Informações: GE/UOL Esportes

Caiu: Renato Gaúcho não é mais técnico do Flamengo

A derrota na final da Libertadores para o Palmeiras custou o emprego de Renato Gaúcho no Flamengo.

Após reunião nesta segunda-feira (29), a diretoria anunciou a saída do técnico. “O Clube de Regatas do Flamengo informa que, após conversa entre as partes, o técnico Renato Gaúcho não comanda mais o time principal”, publicou o clube nas redes sociais.

O treinador tinha contrato até o fim do ano, mas os dirigentes já haviam decidido pela não renovação por conta dos resultados e a falta de título nas principais competições da temporada.

Além do vice na Libertadores, o Rubro-Negro foi eliminado para o Athletico-PR na semifinal da Copa do Brasil e tem chances remotas de título no Brasileirão.

Em 38 jogos, Renato Gaúcho teve 25 vitórias, 8 empates e 5 derrotas, um aproveitamento de 72,8%.

Auxiliar na comissão de Renato e ex-técnico do Sub-20, Mauricio Souza comandará o time até o fim do Campeonato Brasileiro.

Por Lucas Pavin/OCP News

Chape sofre a 20ª derrota na Série A

A Chapecoense jogou contra o Santos e perdeu, nesta quarta-feira (17), pelo Brasileirão. Marinho no primeiro tempo e Marcos Guilherme no segundo marcaram os gols do Peixe na Vila Belmiro. Foi a 20ª derrota do time catarinense na Série A deste ano.

O jogo

A Chapecoense encarou o Santos na noite de quarta-feira (17), pela 33ª rodada da Série A, dentro da Vila Belmiro, com João Paulo de volta ao gol verde e branco. O primeiro tempo encerrou com vitória parcial do Santos, gol de pênalti, convertido por Marinho aos 26 minutos. O mesmo Marinho recebeu, entrou na área e foi derrubado por Jordan. Na revisão pelo VAR, o árbitro confirmou a penalidade. 

E foi só o que de produtivo o Santos fez na primeira etapa. A Chapecoense teve mais posse de bola, mais conclusões e teve boas oportunidades nos minutos finais. Mas como diz o ditado: “O importante é bola no barbante”. O Santos marcou gol, a Chapecoense não. Denner (Chape) e Marinho (Santos) deixaram o campo no primeiro tempo, ambos machucados.

Marinho fazia falta no Peixe, pois era quem mais chegava à frente. O time da casa sofria para atacar a Chapecoense. O cenário era praticamente o mesmo, porém a Chapecoense já não chutava tanto em gol.

E aos 38 minutos, o Santos ampliou. Pirani achou Marcos Guilherme na pequena área e ela não perdoou. Marquinho, da Chape, fez algumas coisas interessantes e o Peixe teve uma bola no travessão já nos acréscimos.

Santos 2×0 Chapecoense foi o placar final. Respira o Santos, que agora com 42 pontos corre poucos riscos de rebaixamento. Sofre a Chapecoense, ainda com a pior campanha da história da Série A, 15 pontos.

Por Fabio Schardong/SCC10

Em jogo truncado, Brasil e Argentina ficam no empate sem gols

Ninguém ganha do Brasil nas Eliminatórias Sul-Americanas para Copa do Mundo de 2022. E nem da Argentina.

No reencontro dos últimos finalistas da Copa América, os rivais não saíram do zero a zero na noite desta terça-feira (16), no estádio Bicentenário, em San Juan, e seguem invictos na competição.

Sem Neymar, desfalque por dores no adutor da coxa esquerda, a já classificada seleção brasileira foi levemente superior aos donos da casa em um jogo truncado.

O ataque com Vinícius Júnior, Raphinha e Matheus Cunha criou problemas para os donos da casa, que deveriam ter o zagueiro Otamendi expulso após cotovelada em Raphinha, mas nada foi marcado pelo árbitro e pelo VAR.

Nas melhoras chances, Fred acertou o travessão em chute de fora da área e Vini Jr. quase marcou cara a cara com Martínez.

Já a Albiceleste só levou perigo em finalizações de De Paul e Messi, ambas defendidas de forma segura por Alisson.

Situação na tabela e próximos compromissos

O empate mantém o Brasil na liderança e seis pontos à frente dos hermanos (35 contra 29).

O próximo desafio da equipe de Tite será no dia 22 de janeiro de 2022, contra o Equador, enquanto os argentinos encaram o Chile na mesma data.

Fonte: OCP News

NOVA FM

Programas

Trânsito Agora

Tempo

booked.net

APPs da Nova FM

Real time web analytics, Heat map tracking